quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Amizades de mercearia

Um dos meus problemas quando vim morar sozinha para fora da vizinhança habitual que me conhece pelo nome foi então e agora onde é que eu vou comprar fruta? Tive que começar do zero, experimentei várias mercearias e decidi-me pela mais perto de casa. Dois anos depois e já me guardavam os figos ou diziam essas uvas hoje não menina, volte cá amanhã, então como estava lá no Brasil, tenho saudades de Punta Cana, este ano vou à República Domingana.
Entretanto mudei-me e aqueles meus amigos já não me ficavam à mãe de semear, mudei de amigos. Um dia fui apanhada pelos amigos antigos com sacos dos novos amigos na mão, fizeram-me aquele olhar e soube que a relação tinha terminado ali.
Entretanto decidi que gosto mesmo é de ir à praça porque é mais barato e também já tenho lá os meus amigos que me arrumam as compras de maneira a me caber tudo na mochila e não se esborracharem as ameixas debaixo do ananás. Mas tenho que ser fiel ali. Mesmo que me apeteça muito os morangos da banca do lado, não posso. 

Só me falta cortar o cordão umbilical na farmácia. Ainda vou a Almada de propósito. Talvez porque aqui ao pé um imbecil me perguntou aos berros: O QUE É ISSO NUVARING? E não gostei de ter de gritar UM ANEL VAGINAL.

4 comentários:

La Sevilhana disse...

Já tinha saudades.

Qué bueno!

;)

Patrícia disse...

Credo...até estou a ver a cena!!!

Inês disse...

Típico :p

Anónimo disse...

Em grande. Mesmo, mesmo. Tens de me falar dessa cena do anel. Nunca usei.
Saudades.
Iolanda.

acerca da menina