terça-feira, 11 de setembro de 2007

Para rir

Cansada, fecho todas as janelinhas do msn pedindo desculpa e explicando que não estou com vontade de falar mais: "não, por nada, só estou com sono."
Toca o telefone:

" - Olá " - do outro lado da linha a medo
" - Olá " - resposta já meio a rosnar
" - Queres falar? "
" - Já o disse em português, posso repetir noutras línguas se te facilitar." - a prepotência a borbulhar...
" - olha eu sei o poder que as mulheres têm na sociedade e dominam os homens ", dispara ele numa tentativa desesperada de Filosofia barata numa não-conversa.
" - wow! de onde é que isso veio agora?! ", a cara contorcida, os olhos a fechar de impaciência.
" - só te quero mostrar quem eu sou, o que são os meus valores." - a vitimização consumada.
" - olha, parece que vou ficar sem rede. ", e desligo.

Moral da história: "sometimes life's a bitch, and so am I"

Esta foi provavelmente a conversa mais non-sense que já tive ao telefone. Já foi há uma semana. Creio que não voltarei a ter mais tesourinhos destes.

4 comentários:

Inês disse...

Já me tinhas contado pessoalmente,e realmente o título adequa-se, para rir.

m disse...

poor one. e lá está ela, em alta, em grande! sabem dizer coisas tão extraordinariamente idiotas que só mesmo para riiiiiiiir. :-))))))))

P disse...

E que tal responder "sim", "não", "pois", sem mudar de tom. Ou então perguntar "ai é? então como é isso?" e deixar o telefone de lado enquanto ele se explica, faz a sua profunda reflexão e depois voltar com um "estava a ver que não te ouvia. Ficaste sem rede. Estava a gritar "tou, tou" há 10 minutos. agora tenho de ir, tá? Xau!" Beijo

I disse...

Para que não reste a sombra de dúvida do meu desinteresse. E porque não tenho essa tua paciência.

acerca da menina