sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Mas qual é a graça?!

Ok. Eu admito que deve ser hilariante ver-me saltar com o susto porque vou de música aos berros para não ouvir as bocas e as buzinas normais de carros ligeiros. Mas assim tenho dificuldade em usar os meus momentos de corrida para descontracção já que tenho vontade de entrar em sprint atrás do camião TIR e do camionista que buzinou: UUUÓÓÓÓÓÓÓÓÓ!!! para lhe espetar os dedos nos olhos até lhos arrancar e obrigá-lo a comê-los em seguida, enquanto lhe também lhe arranco as unhas com um alicate (ou outra puta de ferramenta qualquer que seja indicada para o efeito) e emito gargalhadas que, de tão estridentes, lhe furam os tímpanos.

Vamos lá meus senhores, contribuam para a minha serenidade se não querem despertar a pessoa agressiva que há em mim.

2 comentários:

José Silva disse...

A evolução da espécie humana nem sempre afecta todos os seus elementos uniformemente e daí se poder muitas vezes observar exemplos como o que descreves. Bom jogging ;)

I disse...

Se faz com que desperte em mim um instinto assassino bem primitivo, também deve dizer algo sobre a minha própria evolução. Bem, uma vez que não segui o instinto seja um bom sinal. ;)

acerca da menina